Petrópolis – Cidade Imperial

Olá, viajantes!

Se você está a procura de um destino onde possa encontrar história do Brasil, cultura, lazer, ecoturismo, compras e gastronomia este lugar pode ser: PETRÓPOLIS!

No estado do Rio de Janeiro, a 72 km da cidade do Rio de Janeiro, na Serra da Estrela, a 845 metros de altitude, Petrópolis surgiu em 1843, quando Dom Pedro II ergueu ali a residência de verão da família real.

Neste post falarei de como chegar e o que fazer por lá. Em outro post falaremos da gastronomia da região.

Como chegar:

Do Rio de Janeiro, a melhor maneira de chegar a Petrópolis é pela BR-040, duplicada até a serra, com pistas separadas e muitas curvas nos 20 quilômetros até a entrada da cidade. De ônibus, há saídas diárias da capital; o desembarque é feito na rodoviária de Bingen – a corrida de táxi até o centro custa aproximadamente R$ 25,00.

Hospedagem:

A cidade possui muitas formas de hospedagem, sete delas classificadas pelo GUIA BRASIL 2013. São hotéis dos mais variados valores, hostel, albergue, pousadas.

Locomoção:

Se você pretende visitar os distritos de Petrópolis, como Itaipava ou Araras, o melhor é ir de carro. Ônibus urbanos também atendem estas regiões.

No Centro Histórico de Petrópolis é possível fazer muitos passeios a pé. Estacionar perto da Catedral de São Pedro de Alcântara e caminhar entre igrejas e museus.

O que visitar:

Museu Imperial: refúgio para a família imperial no verão. Todos os cômodos intactos como se ainda morassem ali. Reúne relíquias, como móveis, joias e documentos do Segundo Reinado (1840/1889). Para visitação pode-se reservar uma hora. As visitas não são guiadas, mas existem painéis explicativos.

Pode ser visitado o ano todo. O valor da entrada é R$8,00 (tem meia entrada e valores para famílias). Mais informações aqui.

O Espetáculo de Som e Luz conta a história de Dom Pedro II (Quinta-feira a sábado, às 20h. R$20) e o Sarau Imperial é uma dramatização de 45 minutos que simula uma conversa entre a Princesa Isabel e seus amigos (sexta-feira. às 18h30. R$ 10).

Para visitar o museu você tem que usar as pantufas. Elas são uma forma de conservar os pisos históricos desta instituição. Famosas, as pantufas já foram até destaque no New York Times.

O museu é história pura! Não deixe de ir.

clip_image001

Catedral de São Pedro de Alcântara: a poucos metros do Museu Imperial, vá a pé.

A construção, com sucessivas torres laterais e janelas ogivais, tem características do Gótico francês e alemão. À noite, a iluminação da torre faz da igreja um marco. Além de visitar a nave, você pode subir ao campanário (3ª/Sab 11h/17h, dom 13h/15h, R$ 8): 169 degraus levam a dois terraços com bela vista. Mas a maior atração é o Mausoléu Imperial. Sobre as lápides de Dom Pedro II, Dona Teresa Cristina, Conde d’Eu e Princesa Isabel, há esculturas deles em tamanho natural. Repare que, por uma ilusão de óptica, o peito do imperador parece se mover, como se ainda respirasse. Pinturas, vitrais, a Sagrada Família em mármore Carrara e o Órgão monumental: um complexo instrumento com 33 registros distribuídos em três teclados manuais e um de pedal, possui 2.227 tubos, tendo os maiores o tamanho de 7 metros e os menores apenas 29 centímetros.

Vale muito a visita! Conheça um pouco mais aqui.

clip_image002

Palácio de Cristal: inaugurado em 2 de fevereiro de 1884, é formado por uma estrutura metálica e placas de vidro francês. Inspirado no Crystal Palace de Londres. Foi usado para a celebração da abolição da escravatura, em 1888. Aos sábados, o Espetáculo de Som e Cristal tem shows de música ao vivo, clássica e contemporânea, às 18h. Inspirado no Crystal Palace de Londres.

Visitação: Terça a Domingo de 09:00h às 18:00h. Entrada Franca.  Informações aqui.

clip_image003

Casa de Santos Dumont: também chamada de A Encantada. Projetado pelo inventor, expõe a pequena biblioteca, objetos pessoais – como o inseparável chapéu-panamá – e duas de suas curiosas criações: o chuveiro aquecido a álcool e a escada com degraus pela metade. Mais informações aqui.

clip_image004

A famosa escada:

Casa da Ipiranga: ou Casa dos Sete Erros ou ainda Mansão de Tavares Guerra. Seu apelido decorre de pequenas diferenças entre os telhados e as janelas dos lados esquerdo e direito do seu alçado principal (fachada).

clip_image006

Palácio Quitandinha: construído em 1944 por Joaquim Rolla e Antonnio Faustino para ser o maior hotel cassino da América Latina, seu estilo arquitetônico utiliza o rococó hollywoodiano (internamente) e o normando-francês (externamente).

Recentemente restaurado, voltando a suas características originais. A parte social, salões e boliche, é aberta a visitação.

Visitação: terça a domingo, de 9h às 17h. Ingressos a R$5,00.

clip_image007

Universidade Católica de Petrópolis: fundada em maio de 1953, a Universidade Católica de Petrópolis foi a primeira instituição de ensino superior instalada na cidade de Petrópolis. Em frente fica o Relógio das Flores.

Relógio das Flores: fica na rua Barão do Amazonas, no centro da cidade, em frente à Universidade Católica de Petrópolis. Foi construído em 1972, em homenagem aos 150 anos da Independência do Brasil.

clip_image008

Passeio de Charrete pelo Centro Histórico: também chamadas de Vitórias, com ponto de embarque em frente ao Museu Imperial, o charmoso city tour a bordo de réplicas de carruagens percorre as principais construções históricas do Centro. Um dos roteiros permite fazer paradas nas atrações.

clip_image009

Museu de Cera: localizado no Centro de Petrópolis, funciona de terça a domingo (e segunda – somente quando feriado) das 10:00 às 17:00. Oferece visitas guiadas em português e inglês e a entrada é R$20,00. Mais informações aqui.

Exibe figuras de cera nos dois andares de seu casarão. Cada figura é apresentada num cenário que conta a história do personagem, num ambiente que permite ainda ao visitante tirar fotos.

Casa de Stefan Zweig: museu que homenageia a memória de Stefan Zweig na casa que serviu de última morada para o escritor e sua mulher, através do acervo físico com objetos pessoais e relativos às suas obras e à sua época, com coleção de livros, fotos, documentos, vídeos, filmes, biblioteca. Mais informações aqui.

Palácio Rio Negro: um museu aberto à memória da República em terras imperiais. Originalmente construído para ser a residência do Barão do Rio Negro, passou a ser a residência oficial de verão dos Presidentes da República em Petrópolis. Localizado no Centro de Petrópolis.

Horário: De terça-feira a sábado e feriados, de 10h às 17h. Entrada franca. Mais informações aqui.

clip_image010

Praça dos Expedicionários: onde fica o Monumento dos Expedicionários Petropolitanos.

Praça D. Pedro II: encontra-se a primeira estátua do Brasil em homenagem a D. Pedro II. É uma belíssima estátua em granito e bronze, que retrata o Imperador em pose pensativa, trabalho do escultor francês Jean Magrou. Foi inaugurada em 1911.

Casa da Princesa Isabel: de propriedade da Família Imperial Brasileira, foi construído em 1853 pelo Barão de Pilar, e alugado, em 1874, ao Conde D’Eu, que o adquiriu em definitivo dois anos depois para ser a sua residência oficial, até a Proclamação da República. Atualmente é a sede da Companhia Imobiliária de Petrópolis. Apenas para visitação externa.

clip_image011

Casa de Rui Barbosa: a casa de verão de Rui Barbosa de Petrópolis fica na Av. Ipiranga n. 405, sendo uma residência particular. A visitação é apenas externa, ou seja, pode-se ver a partir da rua, mas não é permitido o ingresso em suas dependências.

clip_image012

Cervejaria Bohemia: na Rua Alfredo Pachá, 166 – Centro. Descubra tudo sobre cerveja desde a antiguidade até os dias de hoje. Prove Bohemia direto da Fonte e viva toda essa experiência em um ambiente moderno e interativo. A visita pode ser agendada e é cobrada, veja como agendar, dias e valores aqui.

clip_image013

Castelo de Itaipava: ou do Barão de Itaipava, construído em 1920 pelo Barão J. Smith de Vasconcellos, é famoso por ser uma reprodução de castelo renascentista, projetado pelo arquiteto Lúcio Costa e seu amigo Fernando Valentim, que fazem dele o único castelo em estilo medieval com um toque normando clássico das Américas. Local para eventos, mas pode ser visitado na sua área externa.

Atualmente, é alugado para a realização de eventos e produção de filmes e telenovelas. Presentemente, o castelo é utilizado como o Castelinho da novela Guerra dos Sexos, onde vivem os primos Charlô e Otávio.

clip_image014

Parque Cremerie: tem lago com pedalinhos, piscina, quadras de esportes. Lá funcionou a fábrica de queijos Jules Buisson. Um passeio divertido principalmente para as crianças. Aberto diariamente das 8 às 18h. Localizado na Estrada da Independência, s/nº. Mais informações aqui.

Parque Nacional da Serra dos Orgãos: com grandes paredões como o Pico Dedo de Deus, Pedra do Sirio, Pedra do Garrafão, Pedra do Sino e Paredões do Castelo do Açu, conta ainda com as cachoeiras, Véu de Noiva e do Rio Soberbo com piscinas naturais.

Aqui podem ser encontrados outros lugares interessantes para conhecer na cidade.

Compras:

Rua Teresa: é uma rua que vende roupas, é um polo de modas, onde há aproximadamente 1000 lojas de roupas em funcionamento, nos seus 2 km de extensão. Vale a pena dar uma passadinha por lá! A informação que tive da última vez que fui é que o melhor é ir no início da semana que é quando chega mercadoria.

clip_image015

Feirinha de Itaipava: no distrito de Itaipava, na beira da rodovia, situada na primeira entrada de Itaipava no Km 63 da Rodovia BR 040 vindo do Rio de Janeiro e segunda entrada vindo de Belo Horizonte, a Feirinha de Itaipava se destaca em sua grande variedade de produtos expostos em seus 390 Stands. Lá se encontra roupas para todos os gostos a preços de fábrica. Mais informações aqui.

Bom, viajantes, esta é mais uma dica de lugar para visitar que vale a pena! Suba a Serra! Petrópolis é o lugar ideal para um passeio de fim de semana, para descansar, para conhecer um pouco da História do Brasil.

Ah, e aguardem pelo post sobre a gastronomia da região.

Até mais viajantes!

Anúncios

2 comentários sobre “Petrópolis – Cidade Imperial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s