Relato – Companhias Aéreas – GOL

Quando decidimos viajar e comprar nossa passagem de alguma companhia aérea que ainda não conhecemos, sempre surge aquela dúvida: como é voar com eles? Como são os aviões, será que são confortáveis? E o serviço de bordo? Comissários? E é pra tentar responder algumas dessas perguntas que vamos aos poucos fazendo alguns relatos ou resenhas sobre as companhias que já voamos. Esperamos que sejam úteis pra vocês, queridos viajantes! 🙂

Como é viajar de GOL para os Estados Unidos?

Bem, eu já conhecia a GOL, claro, com esse esquema de viagem mais “econômica”, com barrinha de cereal e amendoim no lugar de sanduichinho etc e tal… por isso mesmo era meio impensável, pra mim, viajar com eles pra fora (uma coisa é uma ponte aérea Rio – SP, outra beeeeem diferente é ficar esmagado umas 10 horas naquelas poltronas, né?). Maaas, porém, todavia, contudo, eles fizeram uma promoção SP – NYC por apenas 25 mil milhas o trecho em plena alta temporada, e como eu e namorado tínhamos várias milhas Smiles pra vencer num futuro próximo, pensamos: “Por que não encarar e passar a virada de ano em Nova York?”. E foi assim que começou nossa aventura…

Nesses voos promocionais, as datas eram fechadas (é como se fosse um avião fretado pra gente, todo mundo que tava no voo da ida se encontrou de novo na volta). Quando emiti nossos bilhetes, não sabia de uma informaçãozinha básica: tratava-se de um voo experimental, ou seja, a GOL ainda estava assuntando se valeria a pena transformar esse trecho em fixo ou não, e nós, adivinhem, fomos as cobaias… hahaha! Ok, ok, ok. Pelo menos a cobaia aqui foi pra Nova York! Ueba!

Viajamos em 4 pessoas (eu, Gu e mais um casal de amigos). Chegamos super cedo no aeroporto, beeeeeem antes de abrir o check in. Como o Gu é diamante na Smiles, teríamos direito à Sala Vip, mas o casal que estava viajando conosco não teria direito, então iríamos ficar passeando por Guarulhos mesmo. Só que fomos os primeiros a fazer check in, e eles nos deram um “ingresso” para a Sala Vip, com direito a um almoço. Não sei pra quantos eles deram essa cortesia, talvez apenas para os primeiros, até porque a sala não comportaria toda a galera do voo. O fato é que fomos os 4 pra lá, cadeirinhas confortáveis, comidinhas, bebidinhas, e finalmente o almoço (que queríamos muito comer, afinal não sabíamos se o padrão GOL de só servir barra de cereal seria mantido para esse voo… rs). Menu: estrogonofe de frango, arroz e batata palha. Olha, estava zoado. O arroz tinha 5 kg de alho, o apelidamos de “risoto de alho” (detalhe que eu amo alho, mas tava triste) e o estrogonofe estava super salgado. Resumo: quase não comemos e torcemos muito pra servirem um lanchinho no avião… kkkkkk.

O embarque começou na hora certinha, e nos deram um kit da Natura (o avião inteiro ficou cheirando a castanha do Pará! Haha!). Já instalados, nos deram uma nécessaire com escova, pasta dental e enxaguante bucal. Com certeza esses brindes só existiram pra agradar as cobaias, com o voo se tornando regular aposto que isso de presentinho acaba… O pacotinho com travesseiro e cobertor que encontramos na poltrona também era um “brinde”, e nele estava escrito: “seu kit conforto para a sua viagem de volta”…. O que certamente significava que na volta não dariam e quem não guardasse o seu ia passar friooooo! GOL sempre vanguardista! Hehehe! Obs.: De fato, na volta, não teve nada de cobertorzinho. Quem guardou o seu se cobriu, quem não guardou ficou sem :p

clip_image001

Nossos “brindes”

A aeronave era um Boeing 737 bem pequeno, sem executiva, todo ele era chiqueirinho (como eu “carinhosamente” costumo chamar a classe econômica). A configuração interna era 3 x 3, e era exatamente o mesmo avião que eles usam aqui em voos mais curtos. Meeeeeeu, horrível!!! Super apertado. A Copa viaja com esses aviões também, mas a configuração interna é um pouco diferente e temos um pouco mais de espaço para as pernas. Além do aperto, era um voo diurno, e sem entretenimento a bordo. Pensem no drama. Não havia telas de entretenimento, nem individuais, nem coletivas, e para nossa distração eles colocaram apenas algumas revistas – detalhe: a mais nova que eu vi era de seis meses antes! Também havia wi-fi a bordo, e quando eu soube disso fiquei numa alegria absurda, que obviamente durou pouco: o wi-fi só servia pra acessar o conteúdo da GOL (“gol no ar”, algo assim), e é um conteúdo bem pobrezito. Nem deu gosto, preferi ficar com meu kindle mesmo, ele foi a melhor companhia que eu poderia ter naquele martírio… rs.

clip_image002

As revistas eram super “atuais”. Praticamente a única opção de entretenimento a bordo.

Agora a parte melhorzinha: TINHA COMIDAAA! Todos comemoram! 1h e pouco depois da decolagem eles serviram amendoim (ele tinha que estar presente…hehe) e bebidas (só tinha pepsi – pode ser?!? -, guaraná zero, suco de laranja, de manga light, whisky e água). Lá pelas 19h mandaram um rango (massa ou frango, mas na nossa fileira teve que ser frango, já tinha acabado a massa…). A aparência tava pior que o gosto, pois apesar de feioso ele tava bem gostosinho. Tá bom, gostosinho era exagero, mas tava comível (bem melhor que o estrogonofe da sala vip…. kkkkk). E depois ainda rolou um lanche da madruga, com sanduíche de peito de peru e tomate seco. As sobremesas eram bonitas e gostosinhas, teve pudim, beijinho etc (com exceção de uma torta de limão servida na volta, que, embora lindinha, era incomível. Urgh!). Essa parte da comida eu meio que curti, pelo menos enquanto comia esquecia um pouco meu aperto na cadeira… kkk. É a GOL surpreendendo, servindo mais que barra de cereal! Uhuuu!

clip_image003

O jantar e o lanche. Deu pro gasto! hehe

Os voos tinham escala (na ida foi em Punta Cana, e na volta em Caracas), mas era só escala mesmo, ninguém nem descia do avião. É só o tempo de reabastecer, limpar o avião (tirar lixo, limpar banheiro etc) e trocar a tripulação. Uns 40 minutos de espera, tanto na ida quanto na volta.

Na volta, alguns probleminhas: chegamos ao aeroporto com 4 horas de antecedência e mesmo assim já tinha uma fila considerável pro check in. Todos os funcionários estavam perdidos, foi um caos, demorou pra caramba lá. Isso sem contar que os guichês da GOL ficam no Terminal 4 do JFK, e como esse terminal foi construído antes do 11/09 e ainda não estava totalmente reformado à época, algumas esteiras dos guichês de check in não estavam adaptadas pro raio x (entre elas, as da GOL, Swiss, Delta etc). Aí você tinha que fazer o check in, pegar as malas de volta e levá-las até um “puxadinho” pra passar as malas pelo raio x e só então despachá-las. Além disso, já era mais de meia-noite, muita gente querendo comer e não havia NENHUM restaurante ou lanchonete abertos, apenas uma cafeteria que não tinha quase mais nada, só uns sanduíches velhos e sucos ruins de caixinha…

O embarque começou na hora marcada, mas demoramos 1:30h pra decolar! Ficamos trancafiados esse tempo todo dentro do avião, apertados, esperando sem notícias, até que o Comandante disse que o atraso se devia a “problemas de documentação”. Aff!!! Finalmente decolamos e pelo menos esse voo era noturno (na primeira parte) e eu consegui dormir. Chegamos em Guarulhos 1h depois do previsto, e assim nossa aventura pela GOL terminou. Ufa! Hehe!

Conclusão: pra mim, voos mais longos com a GOL nunca mais. Quer dizer, não digo nunca, pois ainda temos um montão de milhas e se fizerem outra promoção pode ser que eu encare… hehe. Mas é isso, eu só acho que vale a pena se for viagem-prêmio ou então se a passagem estiver muuuuuuuuito, mas muito mesmo mais barata que nas demais companhias. Porque não vale o aperto, sabem, é muito desconfortável. Pelo menos quando fomos eles demonstraram não ter estrutura pra esse tipo de viagem.

E você, já voou de GOL pros Estados Unidos? Como foi a sua experiência, parecida com a minha? Ou será que eles já melhoraram? Aguardo seus comentários, adoraria saber das experiências de vocês com essa companhia!

Um beijo e até a próxima!

Anúncios

4 comentários sobre “Relato – Companhias Aéreas – GOL

  1. Oi!! Ja voei pela TAM e pela American Airlines para NY.Pela TAm foi tao ruim como a sua pela GOL. Um caos. Apertado tambem, a comida horrivel, na nossa vez TAM tambem nao tinha mais duas opcoes de jantar.Pela AA na primeira vez, apesar as aeronaves serem velhinhas, no meu julgamento rem os melhores pilotos. Sao as melhores decolagem e aterrissagem! Foi otimo, o servico de bordo foi bom e nao era tao apertado. Agora em julho fui de novo e fiquei impressionada, estava tudo horrivel. Acho que resolveram seguir o padrao Brasileiro. Assentos apertados e co ida terrivel. Equipe de bordo mal-humorada! E nao vi diferente pela TAP. Ate cheguei a conclusao, talvez seja melhor diminuir a quantidade de viagens e ir de classe executiva. 😦

    • Katia, realmente apertado a maioria é. Uma opção que eu costumo usar é o assento de emergência ou aqueles assentos confortos, custam um pouco mais caro mas a gente tem mais espaço. Sempre viajo na Economy Plus da United, são 15cm a mais e não é caro! Claro que não tem o conforto da executiva, mas também o preço não é absurdo. Pode ser uma boa opção pra você 🙂 Bjs

  2. Olha… viajei pela Gol em outubro do ano passado (2014) para Punta Cana, com escala em Caracas.
    Posso afirmar que continua da mesma forma: mesma configuração de avião (3-3), sem nenhum entretenimento, nem nada. Foi um vôo de 8 horas, até mesmo porque a escala foi de mais ou menos 1h30 (obviamente sem poder descer do avião), e pra ajudar, no vôo de volta, o ar condicionado estava quebrado, então ficou aquele calor e aquele cheiro insuportáveis no avião.

    Enfim… vôo longo pela Gol nunca mais, a não ser, como você disse, que valha MTO MTO MTO a pena.
    Agora no fim do ano viajarei pela Gol para Buenos Aires, mas aí são apenas 2 horinhas… nada que não dê pra aguentar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s