Bariloche

image

Ver a neve; esse foi o motivo que me levou a querer conhecer Bariloche. E deve ser o mesmo motivo que faz Bariloche ter o apelido carinhoso de “brasiloche” no inverno.

Todo ano o número de brasileiros que procuram pela província Argentina cresce consideravelmente, e é muito comum encontrar brasileiros em todos os lugares por lá.

Mas San Carlos de Bariloche, seu verdadeiro nome, é encantador, lindo, charmoso, isso faz com que, quem já foi uma vez, tenha o simples desejo de voltar. Ainda não voltei, mas pretendo, em breve, com certeza!

Bariloche não é só neve, se destaca por aquele frio gostoso, ventos que provocam arrepios, telhados cobertos por neve, a paisagem com montanhas e lagos, a bela arquitetura, pessoas vestindo seus mais lindos casacos, cachecóis e botas, a deliciosa carne argentina, as trutas e os chocolates…ahhhh os chocolates…enfim…a província tem muitas coisas que encantam a nós brasileiros.

E também a o fato de que viajar pra Bariloche é acessível financeiramente, levando em consideração a gama de atividades, passeios e belezas que se vê por lá!

Atividades em Bariloche:

Roca Negra

image

É um passeio de 4X4 que vai até o alto de uma montanha com muita neve, e foi onde eu tive o primeiro contato com a neve. Chegando lá, é distribuído um acessório pra se colocar no pé e andar sobre a neve com certa facilidade, pra quem esta vendo a neve pela primeira vez, é delicioso…a gente caminha até um certo ponto, brinca de boneco de neve, toma um choconhaque, come se uns chocolates e retorna, dessa vez somos encaminhados a uma taberna de madeira com mesas e cadeiras, onde nos acomodamos e é servido um delicioso fondue de frutas com chocolates e mais choconhaque. A vista, o clima, o fondue, tudo favorece pra que a gente comece a se apaixonar por Bariloche.

image

Cerro Campanário

Tem um teleférico de cadeirinha, subimos em duplas e esta subida de 1050 m de altura, vale a pena quando a gente se depara com uma vista maravilhosa que tem lá de cima. A visão é bem ampla e há sinalizações dos lagos que se avista. Há uma casa de chás com várias deliciosas e foi onde eu provei “cubanitos”, que são rolinhos de waffer (tipo bijou), recheados de doce-de-leite, com tampinha de chocolate…uma delícia, vale provar!!!

image

Cerro Catedral

A vista mais linda de Bariloche, na minha opinião!!!

É o maior complexo de esqui da América do Sul. São 103 km de pistas, 32 meios de elevação, 600 hectares de parque e centenas de pessoas passeando com seus esquis pra cima e pra baixo. Eu particularmente não quis esquiar, pois não pararia em pé em nenhuma das tentativas, tenho certeza disto! Não me arrependo.

Se a neve não for suficiente em Bariloche, não tem problema, 45 canhões estão de prontidão para produzir flocos artificiais, sim, cerro Catedral produz sua própria neve, isso é demais!

E se você, assim como eu não quiser esquiar, o Cerro oferece diversas atividades que não seja o esqui, há travessias em trenó, passeios em moto de neve, quadriciclos e snowboard.

Nós optamos por fazer um passeio de moto neve, foi simplesmente delicioso. Primeiro vai de quadriciclos até um ponto onde se pega a moto de neve, e sobe-se uma montanha coberta de neve, vale a pena!!

image

image

Depois de passear de moto neve, subimos de teleférico (anda-se bastante de teleférico por lá) até o topo da montanha, onde há bares e ficamos comendo, bebendo e apreciando a vista mais linda de Bariloche.

Na base do Cerro Catedral, tem diversos restaurantes, cafés e várias lojas e escolas de esqui, você pode contratar professor particular, ou optar por um grupo, e ficam por um período em aula e depois se divertindo.

image

image

Piedras Blancas

Sem dúvida, minha opinião, o melhor divertimento de Bariloche!!!

Sua principal atração é o esquibunda (descida em um trenó individual) são 3 mil metros destinados a esta brincadeira, simplesmente delicioso, divertido e imperdível!

image

image

Cerro Otto:

Distante apenas a 5 km do centro de Bariloche, tem um delicioso passeio de bondinho (teleférico), que sobe para o complexo teleférico Cerro Otto. Está a 1.405 metros de altitude, e é onde esta localizada a Confiteria Giratória, uma lanchonete redonda que gira 360º em um tempo de 20 minutos. Você senta nas mesinhas e fica apreciando a paisagem que vai se deslocando ao seu redor. É uma vista linda, que com certeza torna sua visita a Bariloche inesquecível!

image

Villa La Angostura:

Pertence a província de Neuquém, margea a parte norte do lago Nahuel Huapi, esta a 45 km de distancia do Chile e a 82 km de Bariloche. É uma vila charmosa, com casinhas aconchegantes e restaurantes deliciosos. E é em La Angostura que esta situado o Parque nacional Arrayanes, onde fica o único bosque de árvores da espécie “arrayanes” do planeta. É lindo demais, vale a pena!!!

Cerro Bayo:

image

Esta estação de esqui, pertence a a Villa La Angostura, e é tão estilosa quanto a Villa. O foco desta estação de esqui é alto padrão, mas permite muita diversão em quesito esqui e visual!

Do alto de uma das montanhas é possível avistar a Cordilheira dos Andes, devido a grande altitude e a proximidade do Chile com este local. A vista é linda.

image

Bosque Arrayanes e Isla Victoria:

Compramos um passeio de barco pra conhecer estes dois lugares. O passeio era no famoso barco “ChauChau”, compramos VIP, pra irmos nas cabines superiores, onde eram servido coquetel e vinho a vontade (valeu a pena).

image

O passeio de barco por si só vale a pena, conforme o barco se afasta da terra, gaivotas vão atrás do barco em busca de comida, é oferecido bolacha pra elas e isto vira um furor no barco e rende belíssimas fotos, sem contar no visual ao redor que é maravilhoso!

image

A Ilha em si, é muito bonita, cercada de muito verde, lagos, o que vale a paisagem.

O bosque, como já disse anteriormente, possui centenas de árvores da espécie arrayanes, que tem uma coloração diferenciada, cor de canela, e muito bonita. Mas também só tem isso lá.image

Os argentinos costumam dizer que Walt Disney, se inspirou nesse bosque pra criar o bosque do Bambi, e tem até uma casinha no bosque que parece com a do Bambi, mas até ai, não sei se é verdade, e não há registros da passagem de Walt Disney por lá!

image

Comer:

Bariloche possui uma gastronomia bem diversificada, desde fondues até carnes exóticas, vale a pena se aventurar.

Eu adorei a carne argentina que experimentei no restaurante El Boliche de Alberto, restaurante bem aconchegante que serve um delicioso bife de chorizo, uma farta porção de papas fritas e um provolone na brasa que é imperdível!! Os preços são bem acessíveis, vale a pena!!! A fila é bem demoradinha, pois como o boca a boca funciona bem, vive lotado!

image

Pra provar uma truta deliciosa, vale conhecer o Família Weiss, a truta que sugiro e feita com manteiga e alcaparras, deliciosa!

Para provar uma carne diferente, vá ao Rincón Patagônico e saboreie um delicioso cordeiro, que é assado inteiro na fogueira.

E há ainda fondues, lanchonetes, massas são inúmeras as opções para se comer bem, e tudo muito bem localizado, na região central de Bariloche.

Chocolates:

Não posso me esquecer dos chocolates. São deliciosos e há diversas opções para uma boa dose de serotonina e para trazer de lembrança.

As lojas possuem grande diversidade de sabores, formatos, lembranças e afins do chocolate. Se for trazer lembranças, prefira embalagens fechadas, pra facilitar o transporte, senão você irá se arrepender. As chocolaterias que provei foram: Mamuska, Del Turista, Rapa Nui e Milka, posso dizer na minha opinião que Del Turista é muito bom e tem bastante variedade.

O que levar pra enfrentar o frio:

O frio é realmente forte, e vale a pena investir nas roupas adequadas pra não se arrepender.

Meias térmicas, ceroulas, segunda pele, protetores solar e labial (na montanha, as radiações ultravioletas estão bem mais próximas e o reflexo do sol na neve é forte.), luvas, botas (de preferencia acolchoadas e antiderrapante), jaquetas, toca.

Os hotéis e restaurantes, possuem aquecimento e sistema de fechamento de porta, que inibem a entrada de vento, então se a gente chega ao local cheia de roupa, logo estará com um calor enorme, querendo arrancar tudo!!!(coloque sempre uma roupa por baixo que você possa se sentir bem).

Já pra esquiar, use jaquetas de tecido impermeável, com ajuste no punho e na cintura, pra que a neve não penetre. As luvas também devem ser impermeáveis, ajustadas no pulso e com proteção de borracha na palma, para melhor aderência. As calças também, de tecido impermeável e grosso pra resistir ao vento. Se possível use calça por baixo!

Importante: Vai esquiar? Faça um seguro viagem!!!!!

by Andressa Cortez

Anúncios

7 comentários sobre “Bariloche

  1. Seu blog e muito legal, estava procurando pesquisa sobre Bariloche, estou pensando seriamente em ir final de junho ou na metade de agosto, o que eu queria te perguntar se esses passeios são caros, lembras ainda a media dos preços?? Eu e meu marido estamos indo por conta própria.
    Beijos

    • Olá Ana Paula! A Andressa pediu que te enviasse esta resposta: “Fui no mês de Agosto. Eu não vi neve cair, pois o período que cai neve mesmo é em junho/julho. Em maio eu não tenho noção se já começa a cair neve, porém os cerros por serem lugares mais altos, já devem estar em funcionamento parcialmente, pois o frio em maio já deve estar intenso e começa a nevar nos picos, mas não na cidade.” Espero que te ajude e que sua lua de mel seja perfeita com ou sem neve! Obrigado pelo comentário e continue nos acompanhando!

  2. Bariloche é o meu paraíso na terra! Pretendo visitar outras vezes! Não cheguei a visitar todos os lugares que você foi por causa da indisposição do meu marido, mas é um lugar que valeu muito a pena, voltaria mil vezes se fosse preciso! Na próxima vez que eu for pretendo ir de Bariloche ao Chile, espero que ele esteja muito disposto!

    Beijo! Amei o blog!

  3. Alice sabe que eu sempre tive vontade de viajar entre Argentina e Chile de carro? Prefiro o frio ao calor e uma viagem dessa para mim ia cair como uma luva de seda heheheheh. Beijos e obrigada por nos seguir!

  4. Olá.. gostaria de ir para Bariloche no período de 01/08 à 05/08, que já cai bem os preços! Sabe me dar dicas se ainda estará nevando e se irei conseguir fazer todos esses passeios que você mencionou durante apenas 5 dias? Ainda se lembra de quanto gastou com cada passeio, ou o total?
    Beijos e adorei o blog

  5. Olá Giuliana!
    Olha bem, a Andressa não viu neve cair em agosto, pois o período que cai neve mesmo é em junho/julho. Acredito que você consiga fazer tudo isso que a Andressa relata com 5 dias inteiros em Bariloche. Agora, em relação a preço, fica difícil te falar, mas entre no site http://www.bariloche.com para você ter uma idéia.
    Espero ter ajudado, obrigado pelo comentário e continue nos acompanhando!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s